domingo, 26 de agosto de 2012

Mensalão

http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica

Quanta distinção
dos que julgam ladrões
Dando-lhes perdão



Cristiano Marcell

29 comentários:

  1. Limerique

    Quem vê julgamento do mensalão
    Onde cheira pizza e absolvição
    Pode ficar indignado
    Ninguém será condenado
    Pois farinha do mesmo saco são.

    ResponderExcluir
  2. Limerique

    Em julgamento: ladrão e velhaco
    Quem os julga: homens de casaco
    Daí, nada vai resultar
    Cheiro de pizza no ar
    Pois são farinha do mesmo saco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Velhaco é a palavra mais apropriada realmente!

      Excluir
  3. Na maior cordata
    Os cidadãos de togas
    perdoam na lata.

    Beijos,
    Vilma

    ResponderExcluir
  4. Amigo Cristiano,
    O haicai prenuncia bem tudo o que está ocorrendo e irá acontecer com o julgamento do Ali Babá e os Quarenta Ladrões: absolvição de todos e o aprisionamento da lei e da ética.

    Com a perna bamba,
    Sei que o julgamento vai
    Terminar em samba.

    Parabéns pelo alumbramento!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito agradecido, meu grande amigo, Professor Bento Sales!!!

      Excluir
  5. Nada de punição.
    Fantasmas nunca morrem_
    Politica de ladrão.

    Abraços amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, caro amigo Toninhobira!Infelizmente!

      Excluir
  6. Deixando o povo, que/m banca toda a conta, mais uma vez na mão!

    ResponderExcluir
  7. Aqui sempre tem lugar pra mensalão.
    brasileiro nunca reage,
    enchem e enchem o povo,
    mas o saco não estoura não!

    ResponderExcluir
  8. Entre outros: Ricardo Liberandows"ki.
    "Todos iguais, mas um mais iguais que os outros..."

    ResponderExcluir
  9. Realmente,
    querido Marcell. Da vontade de afogar esses fdps um a um no Capibaribe.
    São coisas assim q me fazem descrer no Brasil cada dia mais (se é q um dia já acreditei). O estado é só uma piada para qm precisa e a putinha das elites.

    ResponderExcluir
  10. Lula: não fui eu!
    Foi somente o povo
    quem se fudeu!

    ResponderExcluir
  11. Caro amigo Cristiano

    Passei por aqui para te desejar um lindo domingo e agradecer ao carinho de sua visita no blog "Vivendo, revivendo, refletindo, desenhando" do nosso amigo Evaldo que me dedicou um lindo trabalho.

    Um grande abraço.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Cristiano, minha visita a este seu espaço virtual foi antes de mais nada retributiva. Num relanceio de 'reconhecimento de terreno', optei por este como blog referencial. Assim que estiver manejando razoavelmente a forma, também passarei a compor e postar Haicais. Demoro um pouco pra esse tipo de aquisição, é como aprender uma língua, pra mim, mas com certeza estarei fluente e haicaizando bem antes de a corruptocracia brasileira 'largar o osso'.
    Circulou no tempo da ditadura uma piada que eu chava deliciosa, era mais ou menos assim:
    Três presidentes morrem e vão pro céu (já viu que é piada, né?).
    Deus concede a eles o direito de lhe fazer qualquer pergunta direta logo à entrada.
    O russo vai logo perguntando por quanto tempo haverá comunismo no mundo. Deus responde que ainda permitirá essa desgraceira por quinhentos anos exatos, e nem mais um dia.
    Acreditando (finalmente) em Deus, o presidente russo começa a chorar, inconsolável.
    Adianta-se então animado o presidente americano e pergunta por quanto tempo haverá capitalismo no mundo. Deus também responde que ainda permitirá essa desgraceira por quinhentos anos exatos, e nem mais um dia. Aí o presidente americano (que mais ou menos já acreditava em Deus em vida) também começa a chorar, inconsolável.
    Chega a vez do terceiro presidente que indaga quanto tempo duraria a corrupção em seu país. Dessa vez foi Deus quem começou a chorar.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. RSRSRSRS...Seria cômico se não fosse trágico!Não, pensando bem, caro João, é tão cômico quanto trágico!!!!!


      Muita paz!

      Excluir
  13. "Cadê os direitos humanos aos humanos direito?"
    Código hamurábi aos malditos!

    ResponderExcluir

Nuvens é um belíssimo livros escrito por Anoldo Pimentel, poeta carioca que nos encanta com seus escritos no blog Haikai nos ventos. Para adquirí-lo mande um email para arnoldopimentel@gmail.com

Prestação editorial independente e distribuição de e-books de poesia & afins

CASTANHA MECÂNICA

Castanha Mecânica é um projeto que visa à livre distribuição e divulgação da poesia através da organização dos poemas em forma de e-book. Toda e qualquer reprodução, parcial ou integral das obras que aqui se encontram são autorizadas pelos autores, desde que a autoria seja devidamente atribuída.

Buscando outro caminho fora do mercado editorial, e, a descobertas de novos nomes da poesia, nos disponibilizamos a uma “prestação editorial” que culmina em livros virtuais que podem ser baixados diretamente do nosso acervo.
Ocorreu um erro neste gadget