sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

98.Medo

Gustav coubert

Menininha

Nunca vi nada
dentro do escuro, mas
vivo assustada


Bicho Papão

Nem no armário
nem embaixo da cama.
No fabulário.


Morte

A vida é mordaz!
Mas se o ceifeiro chama,
eu corro demais!


Motorzinho

Ah, não!Preciso
Ir mesmo ao dentista
tirar o siso


Salsicha

Ouça:buh!buh!buh!
Vem um fantasma aí!
Corra, Scooby doo!

Psicose


Ave no poste 
me lembra um clássico
de Hitchcock  

 Cristiano Marcell

24 comentários:

  1. Amigo, esse corte do Hitchcock é simplesmente genial.
    Um abração. Tenhas um grande fim de semana.

    ResponderExcluir
  2. O Hitchcock é demais!
    Obrigado pela gentileza do comentário, meu prezado amigo!

    ResponderExcluir
  3. Criatura

    Algo estranho
    Pavoroso, medonho
    Deste tamanho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um haicai de dar medo!

      Muita Paz, enciclopédico amigo!

      Excluir
  4. Esses teus bem trabalhados haicais me lembraram "Paranoia" do grande Raul Seixas. Abaixo um pequeno treho:

    "(...)Minha mãe me disse há tempo atrás
    onde você for Deus vai atrás
    Deus vê sempre tudo que cê faz
    Mas eu não via Deus
    Achava assombração, mas...
    Mas eu tinha medo!
    Eu tinha medo!(...)"

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Júlio, confrade tricolor, mandou bem com o Raulzito! Ele era(é) o cara!

      Muita Paz!

      Excluir
  5. Como nos sentimos crianças quando temos medo, talvez seja o sentimento mais infantil que nos revela tão frágeis quanto achamos que não somos... Até hoje tenho receio por filmes de terror, apesar de conseguir aguentar um longa metragem inteiro rsrs Um grande abraço, Cristiano!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wesley, cinéfilo da blogosfera, os filmes de terror também me intrigam bastante!

      Muita Paz!

      Excluir
  6. Muito bons seus haikais, e também legal a lembrança do mesmtre do suspense.Parabéns.

    ResponderExcluir
  7. Dentista: medo supremo! Tinha até escrito um haicai (invertido?) tempos atrás,

    CONSULTA ODONTOLÓGICA

    Só de sentar na cadeira
    fico me cagando
    de medo da britadeira.



    (Fred Caju)

    ResponderExcluir
  8. Haikais com a marca do autor, bom humor e inteligêcia!
    Ótimos!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Maravilhoso!...Toda a sorte de medo e fobias em cada haicai "assutadoramente" bem bolados e escritos!...Parabéns, meu caro Cristiano!...Sucesso!

    ResponderExcluir
  10. G.Hanoch, sou grato pela visita e tanbém pelo comentário! Seja muito bem-vindo!

    ResponderExcluir
  11. Teus haicais são maravilhosos, inteligentes!
    Adorei teu blog, te sigo!

    Mestre da arte
    é Cristiano em haicais.
    Belo estandarte!

    Beijos, Vilma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço de coração a visita e o haicai!

      Seja sempre muito bem-vinda, prezada amiga!

      Muita Paz!

      Excluir
  12. Clássicos, ditos na poesia haicaísta, dá vontade de pedir que todo mundo assista, o seu blogue!

    ;)

    ResponderExcluir
  13. Muito bons
    seus hai cais
    mistérios:
    aiiiii

    ResponderExcluir
  14. Mama mia
    humor que contagia
    alegra
    a alma
    aqui

    ResponderExcluir

Nuvens é um belíssimo livros escrito por Anoldo Pimentel, poeta carioca que nos encanta com seus escritos no blog Haikai nos ventos. Para adquirí-lo mande um email para arnoldopimentel@gmail.com

Prestação editorial independente e distribuição de e-books de poesia & afins

CASTANHA MECÂNICA

Castanha Mecânica é um projeto que visa à livre distribuição e divulgação da poesia através da organização dos poemas em forma de e-book. Toda e qualquer reprodução, parcial ou integral das obras que aqui se encontram são autorizadas pelos autores, desde que a autoria seja devidamente atribuída.

Buscando outro caminho fora do mercado editorial, e, a descobertas de novos nomes da poesia, nos disponibilizamos a uma “prestação editorial” que culmina em livros virtuais que podem ser baixados diretamente do nosso acervo.
Ocorreu um erro neste gadget