sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

96.Haicai baião

Renato Motha


Fecha o tempo no sertão
É chuva vindo
Um haicai, um clarão
Um haicai, um clarão
Trovão e tambor
No céu, no roçado zabumbam
O santo baxô
O santo baxô
Manhã de água e cor
Até do outro lado do mundo
O chão fulorô
O chão fulorô

9 comentários:

  1. Não conhecia. Massa!
    E Daniel me falou do novo membro do Poetas de Marte, bem-vindo ao planeta vermelho, camarada!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, eu não sabia que os hai kais já estavam incorporados à música. Abraços, JAIR.

    ResponderExcluir
  3. Adorei!
    Haicais me apavoram e haicais me fascinam!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. E antes que eu me esqueça atualizei uma sessão do Sábados de Caju que mantenho com muito carinho: http://fredcaju.blogspot.com/p/andam-falando.html

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. impossível não me render ao ritmo de todas as palavras dançantes, marcell.
    abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olá Cristiano,

    Agradeço teu comentário no meu blog e nos estamos já seguindo.
    Não consegui deixar comentário no Esquife, e então vim por aqui (tens três blogs, algum há-de funcionar)
    Graças a um colega nosso de profissão e blogueiro, também, já sei o que é um Haicai.
    Esse, que postaste e com vídeo a acompanhar, é engraçado, embora, confesse, que há termos, que eu não entendo, porque são regionalismos.

    Te desejo uma excelente semana.

    Aproveito a ocasião para te convidar a visitar um blog, que nasceu ontem, e que referencio, a seguir:

    singularidadesdahistoria.blogspot.com

    Depois, me fala, tá?

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  7. Cristiano
    Belíssima criação!
    bjs de violetas

    ResponderExcluir
  8. Oi Cristiano

    Até Matsuo Bashô
    baxô aqui no sertão
    podes crer

    Amei.
    bjs

    ResponderExcluir

Nuvens é um belíssimo livros escrito por Anoldo Pimentel, poeta carioca que nos encanta com seus escritos no blog Haikai nos ventos. Para adquirí-lo mande um email para arnoldopimentel@gmail.com

Prestação editorial independente e distribuição de e-books de poesia & afins

CASTANHA MECÂNICA

Castanha Mecânica é um projeto que visa à livre distribuição e divulgação da poesia através da organização dos poemas em forma de e-book. Toda e qualquer reprodução, parcial ou integral das obras que aqui se encontram são autorizadas pelos autores, desde que a autoria seja devidamente atribuída.

Buscando outro caminho fora do mercado editorial, e, a descobertas de novos nomes da poesia, nos disponibilizamos a uma “prestação editorial” que culmina em livros virtuais que podem ser baixados diretamente do nosso acervo.
Ocorreu um erro neste gadget